Outras versões do Antigo Testamento

 

 

Voltar catequese

 

 

 

 

 

         

        O Texto do Antigo Testamento também chegou até nós em outras versões antigas. Algumas delas confirmam, por sua vez, a exatidão do texto hebraico hoje em uso.
        Uma das traduções mais importantes do Antigo Testamento é a tradução chamada Setenta ou Septuaginta. Foi a primeira tradução Grega do Antigo Testamento e teve como objetivo ajudar os judeus dispersos na Diáspora (as comunidades que viviam em terras pagãs) cada vez menos familiarizadas com a língua hebraica.

        A tradução foi feita por 72 sábios vindos de Jerusalém que em 72 dias fizeram a tradução. A versão resultante foi depois chamada (o número simbólico da perfeição) de tradução dos Setenta, aludindo de modo simplificado a 70 tradutores. Esta tradução foi feita entre os séculos III e II a.C. tem grande importância porque através dela se pode remontar ao original hebraico usado pelos setenta. Esta versão contém os sete livros chamados Deuterocanônicos. Os cristãos dos primeiros séculos usaram este texto como sua Bíblia.