SÃO RAIMUNDO NONATO - 31 DE AGOSTO

                                     

VOLTAR

 

 

          São Raimundo Nonato nasceu em Portel, Espanha. Quando São Pedro Nolasco, a 10 de agosto de 1218, dava início à Ordem das Mercês para a redenção dos escravos, com rito solene na Catedral de Barcelona, da qual era cônego o amigo e conselheiro Raimundo de Penafort, entre os fiéis estava também o moço de dezoito anos, Raimundo, chamado Nonato porque foi extraído do corpo da mãe morta no parto. Filho de família pobre, quando menino foi pastor de rebanhos. Vestiu o hábito dos mercedários aos vinte e quatro anos de idade, seguindo o exemplo do fundador, se dedicou à libertação dos escravos da Espanha ocupada pelos mouros e à pregação no meio deles. No ano de 1226 chegou até a Argélia e entregou-se como escravo, a fim de consolar e animar pela fé os prisioneiros e trabalhar pela sua libertação. Este gesto parece natural a que chega a caridade heróica de um santo que vive o Evangelho integralmente.

          São Raimundo ficou vários meses como refém e submetido a reiteradas e cruéis malvadezas, continuou pregando o Evangelho e seus perseguidores chegaram ao ponto de furarem a ferro quente os seus lábios e os trancaram com um cadeado, para impedir que ele continuasse denunciando as injustiças e proclamando o Evangelho. Foi finalmente resgatado e muito debilitado retornou à Espanha. O Papa Gregório IX quis render-lhe uma homenagem pública por tão grandes virtudes conferindo-lhe em 1239, apenas libertado, a dignidade cardinalícia, convocando-o como conselheiro. Pôs-se em viagem, para atender ao convite do Papa, mas pouco depois uma febre violentíssima o atingiu e morreu em 31 de agosto de 1240 em Cardona, perto de Barcelona. Foi sepultado na Igreja de São Nicolau, que a popular devoção do santo, inserido do Martirológio Romano em 1657 pelo Papa Alexandre VII.

          Pela sua difícil vinda à luz do mundo, São Raimundo Nonato é invocado como o patrono e protetor das parturientes e das parteiras.

          São Raimundo Nonato socorrei a todas as parturientes e os recém-nascidos pela graça e amor de Deus.

 

 

Oração a São Raimundo Nonato

Para pedir a proteção no parto.


Gloriosos são Raimundo,
ninguém melhor que vós
saberá compadecer-se
das dores e perigos dum parto difícil,
pois, cedendo à violência dos sofrimentos,
vossa própria mãe
perdeu a vida
e só por milagre fostes dela extraído.

Eia pois, meu santo,
já que me encontro
neste estado delicado,
a vós confiadamente recorro
para que eu possa completar
com felicidade o número dos meus dias
e produzam minha entranhas,
livre e sã, a prole que
com a bênção divina concebi,
a qual, regenerada pelo batismo,
venha com o tempo
aumentar o número
dos que fielmente servem ao Senhor.

Não me desprezeis,
glorioso santo,
de vós ouvi dizer
que a nenhuma deixastes
sem amparo nestas circunstâncias
compadecei-vos dos meus lamentos,
pois embora me alcance a justa sentença
que meu Senhor deu a Eva
dar à luz os filhos
com dores e trabalhos,
espero, com a vossa poderosa intercessão,
obter da benignidade de Deus,
pela Santíssima Paixão e morte de Jesus,
moderação e lenitivo em minhas dores,
e no momento oportuno,
um parto feliz,
para aumento da grei cristã
e maior glória de Nosso Senhor Jesus Cristo,
a cuja vontade
resigno totalmente a minha. Amém.

(Pai nosso, Ave Maria, Glória ).
 

VOLTAR